tv   / Representatividade

Jacqueline Sato lamenta falta de asiáticos na TV brasileira: ''Cresci sem referência''

Prestes a estrear o programa Encantadores de Pets na Band, a apresentadora falou sobre representatividade na TV

Redação Mais Novela Publicado quinta 17 setembro, 2020

Prestes a estrear o programa Encantadores de Pets na Band, a apresentadora falou sobre representatividade na TV
Jacqueline Sato fala sobre estreia do programa Encantadores de Pets, na Band - Reprodução/Instagram

Prestes a estrear seu programa Encantadores de Pets, que vai ao ar neste sábado, 19/09, na Band, a apresentadora Jacqueline Sato reclamou da falta de representatividade asiática na TV brasileira. 

"Isso é mais um passo em direção ao avanço da representatividade no nosso país. De certa forma, sou uma das poucas representantes de todo um grupo étnico racial que desde sempre se viu sub-representado, e às vezes, não pertencente ao próprio país onde nasceu", disse em entrevista ao jornal Extra.

A ex-atriz da Globo diz que hoje seu trabalho ajuda a trazer representatividade para outras: “Penso que, com o meu trabalho, de alguma forma, eu posso ajudar a trazer esta sensação de pertencimento de pessoas brasileiras amarelas. Cresci sem referência de mulheres amarelas ocupando estes espaços."

No programa Encantadores de Pets, a artista que é tutora de três cachorros, cinco gatos, três calopsitas e um papagaio, seguirá a rotina do mexicano Cesar Millan e do norte-americano Jackson Galaxy, especialistas no comportamento de animais domésticos. Juntos, o trio ajudará tutores na reeducação dos bichinhos de estimação agressivos e com maus hábitos. 
 

Último acesso: 26 Oct 2020 - 22:14:43 (1060077).