novelas   / Jorge Brasil

‘Topíssima’: Paulo Roberto é desmascarado

Edevaldo descobre que o incêndio no restaurante de Mariinha foi armado, Bruno acusa o reitor e Sophia flagra o tio em situação suspeita

Carol Rossini Publicado quarta 25 setembro, 2019

Edevaldo descobre que o incêndio no restaurante de Mariinha foi armado, Bruno acusa o reitor e Sophia flagra o tio em situação suspeita
Paulo Roberto mata os bandidos que contratou - Divulgação Record TV

A vida de crimes de Paulo Roberto (Floriano Peixoto) está com os dias contados em Topíssima. Hélio (Antônio Gonzalez) e seus capangas incendiaram o restaurante de Mariinha (Silvia Pfeifer) e o caos tomou conta do lugar. Formiga (Fabricio Assis) morre e Rafael (Marcelo Rodrigues Filho) fica muito ferido. Furioso pelos bandidos terem ateado fogo com seu filho lá, Paulo Roberto encontra com os marginais e mata os três. Enquanto isso, Edevaldo (Eri Johnson) conta a Bruno (Miguel Roncato) que o incêndio foi criminoso e que desconfia que Paulo Roberto armou tudo.

O público vai descobrir também que Yasmim (Juliana Didone), na verdade é espiã de Lara (Cristiana Oliveira). A secretária conta a atriz que Paulo Roberto foi o responsável pelo incêndio e a botocuda manda ela continuar fingindo que faz parte do esquema para conseguir provas. Depois que Rafael se recupera, o reitor volta ao trabalho e recebe uma nova caixa com um pedaço de tecido azul queimado, envolvendo um boneco. Sophia (Camila Rodrigues) entra na sala e o flagra com a caixa aberta. Entre surpresa e chocada, ela acusa o tio de ser o chefe do tráfico do Veludo Azul.

Enquanto isso, Bruno confessa a Canarinho (Bemvindo Sequeira) que seu irmão morreu vítima da Veludo Azul. Com isso vem a grande revelação. Arrasado com a morte de Formiga, a quem pretendia adotar, ele se apresenta para. O estudante de Medicina Edison (Bruno Guedes) fica surpreso ao saber que Bruno é quem manda as cartas com as ameaças contra os traficantes da Veludo Azul. O cozinheiro afirma para Edison que quer ver bandidos sofrerem. Gonçalo (Sérgio Menezes), que sabia de todo o plano, explica que a próxima vítima deles será o reitor Paulo Roberto.

Último acesso: 05 Jun 2020 - 21:12:50 (1051205).