Publicidade

Globoplay anuncia projeto ‘Fragmentos’, que recupera e disponibiliza capítulos de novelas da década de 1970 e 1980

Na CCXP23, Globoplay anuncia projeto que recupera e disponibiliza fragmentos de novelas da década de 1970 e 1980

Globoplay anuncia projeto 'Fragmentos', que recupera e disponibiliza capítulos de novelas da década de 1970 e 1980
Globoplay anuncia projeto ‘Fragmentos’, que recupera e disponibiliza capítulos de novelas da década de 1970 e 1980. Crédito: Globo

O Globoplay anunciou um novo projeto para 2024, o “Fragmentos“,  fruto de um longo trabalho de pesquisa e recuperação de mídias com parte de novelas dos anos 1970 e 1980. A novidade tem como objetivo a preservação da memória e a valorização do audiovisual brasileiro.

Publicidade

O anúncio foi feito nesta sexta-feira, 01/12, em um painel na CCXP23 na Arena GShow, com a presença de Erick Brêtas, Diretor de Produtos e Serviços Digitais e Canais Pagos da Globo, Flavio Furtado, Gerente de Programação, Carolina Arca, Coordenadora de Programação, e das atrizes Mariana Ximenes e Christiane Torloni.

Nos últimos anos, o Globoplay investiu na pesquisa e resgate das obras do acervo da Globo. Ao explorar o grande catálogo da emissora, pesquisadores descobriram obras preservadas integralmente, algumas com a ausência de um ou dois capítulos e novelas cujos pouquíssimos capítulos foram conservados. Com isso, também encontraram uma quantidade relevante de títulos que foram poupados, mesmo em uma época em que os recursos de armazenamento eram limitados.

Dessa forma, nasceu o projeto “Fragmentos”. A plataforma viu uma oportunidade para oferecer uma “relíquia” para os fãs do audiovisual, estudiosos, pesquisadores, curiosos e também para o público em geral.

Estreia do projeto “Fragmentos”

Na estreia do projeto, todos os fragmentos de quatro títulos já serão disponibilizados: ‘O Rebu’ (1974), ‘Estúpido Cupido’ (1976), ‘Coração Alado’ (1980) e ‘Chega Mais’ (1980).

Publicidade

“Muitos de vocês pediram. Nós temos 28 títulos que estão incompletos. Em alguns casos, temos apenas um capítulo, sete, dez. Não é possível ter um arco completo da história, mas tem uma parte importante da história da telenovela que ainda pode ser contada com valor cultural, valor de acervo, valor da curiosidade e que faz parte da nossa vontade de ver como era uma novela daquela época. Então, vamos resgatar, em etapas, esses 28 fragmentos da nossa cultura, da dramaturgia brasileira”, disse Erick Brêtas.