Publicidade
Wanessa Camargo - Reprodução/Instagram
Wanessa Camargo – Reprodução/Instagram

Wanessa Camargo decidiu entrar na Justiça contra sua ex-tia, Cleo Loyola, ex de Luciano Camargo. Cleo, que também fatura fazendo trabalhos de magia espiritual, costuma usar suas redes sociais para atacar a família Camargo.

Publicidade

Ela já chegou a acusar a ex-sobrinha de cometer racismo, aborto e uso de drogas ilícitas.

De acordo com o jornalista Gabriel Perline, a ação foi protocolada em fevereiro deste ano, quando a cantora ainda estava confinada no BBB 24 (Globo).

Para a equipe da cantora, Cleo apelou para a mentira e para o sensacionalismo com o objetivo de atrair audiência e monetizar seu canal do Youtube.

A ex de Luciano teria se promovido com escândalos inexistentes, além de se aproveitar das visualizações para vender produtos e serviços de amarrações espirituais.

Publicidade

“A Ré manteve relação, no passado, com Luciano, irmão de Zezé Di Camargo, e se vale dessa condição para narrar fatos inverídicos e da intimidade da família da autora“, diz um trecho da nota.

No processo, os advogados de Wanessa listaram e transcreveram mais de 200 vídeos, publicados em cinco canais diferentes no Youtube, todos administrados por Cleo.

Uma das acusações se refere ao uso de drogas. Loyola afirma Wanessa e seu namorado, Dado Dolabella, usam drogas como cocaína, crack e ecstasy.

Publicidade

“Antigamente você usava [drogas], inclusive, uma vez, seu próprio pai disse que você é uma drogada“, afirma Cleo em um dos vídeos. “…jogado pra fora as drogas, a maconha, a cocaína, o ecstasy, o crack, qualquer tipo de droga que vocês usavam…“, diz em outro. “Ela faz tudo, bebe fuma e outras coisas mais“, comenta em mais um vídeo.

Além disso, Cleo também acusou Wanessa de ter feito um aborto enquanto era casada com Marcus Buaiz, de ter sido internada por diversas vezes em um “manicômio” e de fazer uso indiscriminado de remédios para tratamentos psiquiátricos.

O pedido de Wanessa à Justiça é de que Cleo seja impedida de citá-la em suas redes sociais, bem como excluir os vídeos que constam as acusações de crimes e difamações. O YouTube e o Google também são réus na ação.

Publicidade

Cleo já declarou que está ciente do processo e debochou do caso, afirmando que não tem medo de ser condenada.

Veja: